Elogio da Loucura - Erasmo de Roterdã

Elogio da Loucura – Erasmo de Roterdã

Descrição do livro

O mundo em que vivemos é louco. Muito mais louco do que pensamos. Totalmente louco. Não tem mais remédio. Aliás, se houvesse remédio, o mais salutar seria a própria loucura, o único bem supremo. Assim fala Erasmo de Rotterdam neste livro que, do inicio ao fim, é uma sátira mordaz, mas inteligente, da sociedade do século XVI. A loucura domina o mundo. Loucura por dinheiro, loucura pelo poder, loucura pelo saber, loucura até pela religião. A felicidade suprema do homem está nas loucuras que comete, na transformação da loucura em divindade que guia todos os seus passos. Erasmo, mente privilegiada, perspicaz, corajosa, escreveu para o homem do século XVI, mas parece que, quase como um profeta, pretendia mesmo dizer que o verdadeiro império da Loucura atingiria seu auge no final do século XX e início do século XXI.

Livros Relacionados